sexta-feira, maio 5

Inocência adulta

A inocência é sinónimo de maturidade, não a inocência pueril, mas a escolha pela inocência quando se tem consciência de que se pode fazer outras escolhas. A escolha pela pureza quando se conhece o oposto a esta é sinal de maturidade enquanto seres humanos. A opção de vermos a vida, de vermos os outros, sem a vista toldada por qualquer tipo de preconceito; a vontade de querermos saber mais sobre tudo sem a petulância de acharmos que já sabemos tudo; e aceitarmos a nossa existência e a dos outros com serenidade.
Viver com maturidade, com esta inocência adulta, entrega-nos a leveza da nossa própria existência, oferece-nos anos de vida em qualidade. A sensibilidade para a maturidade começa cá dentro, nuns é mais inata do que noutros, mas é treinável, e, depois, parece que como recompensa nos é entregue tudo aquilo que é puro. A sensibilidade supérflua que nos conduz à irritabilidade é substituída pela sensibilidade profunda que nos permite viver com amenidade. 

Sem comentários:

Enviar um comentário